Home Perguntas Frequentes Destaques Actualidades Denúncias Mundo Ecologia Vídeos Contatos

Rei Ghob, Rei dos gnomos, Profeta ou Chico do avião : O triplo homicídio de Peniche

Quarta-feira 21 de Julho deste ano de 2010, o país foi tomado de surpresa ante a os contornos macabros de um triplo homicídio, crime que levou naquele mesmo dia à detenção de um sucateiro, na pacata aldeia de Carqueja onde habitava....
O arguido  de nome Francisco Leitão que se encontra agora detido, e a quem foi aplicada a prisão preventiva como medida de coacção é acusado de ter "morto"e feito desaparecer os cadáveres das três vítimas ( duas mulheres e um homem).
Foi inclusive agredido pelos familiares das vitimas à entrada do Tribunal de Torres Vedras...
Toda esta história macabra gira, de uma forma genérica, à volta de um ciúme doentio de um indivíduo homossexual cujos amores não correspondidos, e a aparente traição de um dos alvos esteve na origem da morte daquelas pessoas.
Francisco José da Cruz Leitão, sucateiro, que aos "títulos" de Rei dos Gnomos, Rei Ghob acrescentava também o de Profeta, era já conhecido das autoridades pela práctica de pequenos delitos, fogo-posto, e está referenciado pelas finanças, por evasão fiscal, numa lista de devedores, como devendo perto de um milhão de Euros ao fisco.
O suspeito daqueles desaparecimentos, figura que primava por alguma excentricidade,valendo-se de alguma ingenuidade e de alguma da rebeldia caracterítsica da adolescência (e do sentimento de querer ser diferente), que lhe permitiu ganhar adeptos, conseguiu impôr-se a algumas dezenas de jovens daquela localidade e organizar uma espécie de culto Wiccariano que tinha por base uma espécie de fim do mundo que deveria ocorrer no ano 2012.
Porquê Rei dos Gnomos ou Rei Ghob?
Refira-se que os títulos de rei dos gnomos e de Rei Ghob, aparecem fortemente associados à Wicca, que se trata de uma religião neo-pagã, com elementos de origem celta, e druida, que nos anos recentes e desde os anos cinquenta do século passado tem ganho cada vez mais adeptos, sobretudo entre as camadas mais jovens da população (é frequente verem-se moços e moças trajando de negro muitos deles manifestam este tipo de crença nas forças naturais).
Note-se que aquilo a que hoje geralmente se dá o nome de Wicca, dava-se anteriormente o nome de bruxaria de uma forma mais ampla, sendo que a palavra Wicca é uma forma moderna da palavra wicce utilizada no inglês antigo para designar bruxo, tem a mesma origem da palavra inglesa Witch.
Segundo a definição da wikipedia sobre o assunto dos gnomos:
"Com a evolução dos contos, o gnomo tornou-se na imaginação popular um anão, senão um ser muito pequeno com poucos centímetros de altura.
 É comum serem representados como seres mágicos não só protectores da natureza e dos seus segredos como dos jardins, aparecendo como ornamento.
 Usam barretes vermelhos e barbas brancas, trajando por vezes túnicas azuis ou de cores suaves.
Na mitologia nórdica, os gnomos confundem-se com a tradição dos anões, pelo que não é invulgar associa-los a seres que habitam as cavernas ou grutas escuras e não suportam a luz do sol.
Todos os gnomos são regidos pelo Rei Ghob, a quem os praticantes de magia invocam durante os rituais com esse elemento.
 Já os magistas angelicais geralmente invocam o arcanjo Uriel para lhes auxiliar nessas práticas.
O Rei Ghob
O Rei Ghob fornece os poderes mágicos aos gnomos, e a força para que eles consigam proteger os tesouros secretos da humanidade.
Era poderoso e comanda todo o mundo místico dos gnomos e duendes.
 Na mitologia celta, seu equivalente é a rainha Mabi.
 Ghob, é o Rei da Terra, e mostra-se solidamente.
É atarracado, pesado e denso; aparece na imagem tradicional do gnomo, ou “goblin”, transparecendo idade avançada, força animal e uma grande sensação de “peso” intrínseco."
(in wikipedia: Gnomos - ver artigo original)
Isto pode ser explicado talvez pela falta de referências e pela susceptibilidade daqueles jovens que o seguiam.
É importante notar que Francisco Leitão sendo étariamente mais velho ( o que possivelmente o conotaria com uma maior experiência de vida) possui uma personalidade marcadamente narcisística o que explica que reclamasse então para sí o título de Rei dos Gnomos e de Rei Ghob, o que aumentava grandemente o seu poder de perssuasão, sobre o seu séquito de jovens problemáticos.
Não deixa de ser irónicamente coincidente também que exista um filme "2012" produzido em 2009, que se baseia num hipotético "fim do mundo", o que poderá ter de alguma forma influênciado de forma primária e simplista todos aqueles jovens, rapazes e raparigas que o seguiam.
Vídeos na Internet - Youtube
Francisco Leitão, o "profeta da Carqueja", colocou também inúmeros vídeos na Internet, onde dizia manifestar os seus poderes, através e mediante efeitos especiais "baratos", e num deles, entre outros, predizia o fim do mundo para 2012, ano em que ocorreria um terremoto, no mês de Agosto.
A maior parte detes vídeos prima pelo ridículo...
Há também algumas outras filmagens que evidenciam o caracter demente de Francisco Leitão, e que se intitula "pegadinha de tirar o leite ao bode" e no qual aparece com uma criança.
Num outro, retirado da net aparecia a ter relações sexuais com alguns rapazes.
 A personalidade de Francisco Leitão
Francisco Leitão de 40 anos, era conhecido na localidade por se fazer acompanhar de forma frequente por dois grupos de jovens a quem segundo os média pagava bebidas, e oferecia tabaco e por habitar numa estranha casa, que fora dos seus pais e que com posteriores modificações ( acrescentou um segundo piso) viria a ficar conhecida como o Castelo.
A casa de aspecto estrangiforme, possui ameias nas janelas e ostenta na fachada alguns machados e lanças, brasões na vedação assim como figuras de santos, de anjos bem como a Branca de Neve e os Sete Anões espalhadas pelos jardins...
Do lado de fora daquela espelunca, são visíveis imensas câmaras de vigilância e antenas parabólicas.
De acordo com os investigadores e é possível ver isso nalguns dos vídeos o rei dos Gnomos possuía também no interior algumas espadas....
Segundo se sabe francisco Leitão chegou mesmo a criar porcos na sua propriedade, javalís que oferecia a clientes seus....
As autoridades puseram também de pé a possibilidade de os corpos das vítimas poderem ter sido descartados ou não com o possível desmembramento dos mesmo e dados aos animais...a possibilidade foi posta em aberto..uma vez que num dos vídeos fernado Leitão aparece  a alimentar porcos...
Francisco Leitão era conhecido pelas inúmeras engenhocas e máquinas de aspecto estranho que construía, muito apesar de apenas possuir a quarta-classe, o que o revela como uma pessoa bastante inteligente
A Francisco não se lhe conhecia outra ocupação que a de sucateito, negócio que herdou do pai e que viria a falir...no entanto fazia-se transportar em veiculos de boa cilindrada, mudava frequentemente de carros e segundo dizia, tinha negócios em Espanha.
No entanto pese a obscuridade na qual a sua vida se envolvia era tido pela vizinhança como uma pessoa prestável e amiga de ajudar.
Inclusive prestou-se a ir com os familiares de uma das vítimas ás autoridades (GNR) a dar conhecimento do desaperecimento dela, neste caso a vítima era uma menor de, de 16 anos de idade de nome Ana Correia.
O que se sabe sobre Francisco Leitão é que foi casado durante dois meses, casamento do qual nasceu uma filha e que acabou quando a mulher o encontrou na cama com um homem, ao que consta uma das vítimas Ivo Delgado.
Isso foi em 2006...
Segundo o que foi veiculado no site sic.sapo.pt:
"O incêndio em casa de Francisco Leitão, em 2006, foi até notícia de jornal.
Aqui, o alegado homicida surgia como o herói que salvou a filha.
A ex-mulher, mãe da criança, tem outra versão:
 “Quem estava em casa era só eu, a minha filha e o senhor Francisco Leitão, quando ele chegou à sala a dizer-me que havia fogo dentro de casa para eu desaparecer directamente, para eu sair logo para minha casa.
Mas para mim foi como se fosse uma ameaça para me matar a mim e à minha filha”.

Só nessa altura decidiu abandonar a casa e emigrar, mas já há algum tempo que os dois não tinham qualquer relação por causa de um vídeo que o ex-marido lhe mostrou.
“Era uma cassete onde o sr. Francisco Leitão e o Ivo tinham relações sexuais. Eram vídeos pornográficos? Isso mesmo.
 Ele até me disse - quer tu aceites, quer tu não aceites as coisas são assim - e eu virei-me para ele: então as coisas são assim para ti, mas eu não aceito nada disso.
Só aí é que eu percebi que eles podiam estar juntos e que eram mais que amigos”, relata a ex-mulher do suspeito homicida. "
(ver a notícia original em sic.sap.pt )
Entrevista da ex-mulher à SIC:
Os crimes
1ª Vítima - Tânia
A primeira vítima relatada do "Rei Ghob" terá sido Tânia de 27 anos, que na altura do seu desaparecimento, 5 de Junho de 2008 era casada com João Ramos de quem tinha uma filha de 10 anos.
No dia em que Tânia desapareceu Tãnia tinha estado no Hospital de Torres Vedras, onde deixou ficar a filha Carina, tendo levado com ela a carteira e os documentos e cartões bancários, segundo a entrevista concedida pelo marido ao DN.
Tânia conheceu Ivo Delgado mais novo do que ela no circulo de amigos que frequentava, um dos dois grupos que gravitava à volta do Rei dos Gnomos, tendo sido apresentada a Ivo Delgado por Ana Silva e passaram a encontrar-se no Centro Comercial Arena na Lourinhã.
O facto de ela se ter envolvido numa relação com Ivo Delgado, de quem Francisco "gostava" esteve na origem do desaparecimento de Tânia.
Aos familiares de Tânia Francisco terá dito que ela se encontrava a trabalhar em França.
"Ele veio dizer--nos que ela estava em França a trabalhar, que estava bem e pedia-nos para lhe carregar o telemóvel para ela poder falar, por causa do roaming", contou aos jornalistas Fátima Silva, mãe de Joana, a última vítima de Francisco Leitão."
A Família de Tânia participou à Polícia Judiciária do desaparecimento de Tânia.
Até aí o crime tinha contornos de apenas passional.
2ª Vítima - Ivo Delgado
De acordo com os investigadores (segundo o que foi divulgado pela imprensa) o desaparecimento de Ivo ter-se-á dado cerca de 20 dias depois do desaparecimento de Tânia.
Segundo aqueles Ivo Delgado saberia da morte de Tânia e o facto de este saber seria uma prova comprometedora para Francisco Leitão.
Os pais de Ivo Delgado ao contrário dos familiares de Tânia não apresentaram queixa sobre o desaparecimento de Ivo, crê-se que por Francisco ter exercido alguma coacção sobre eles.
Note-se que para a Polícia Judiciária iniciar a investigação de um desaparecimento é necesssário que este seja reportado e haja uma possível constatação de desaparecimento...
Segundo a família era frequente Francisco Leitão vir pedir-lhes dinheiro e comida dizendo que aquela seria para enviar-lhe.
Disse-lhes que estava em Espanha e inclusive, com um amigo Francisco Leitão foi mesmo até ao país vizinho com o pai de Ivo, tendo dito que o filho não quís vê-lo, alegando que não era seguro...
"Segundo fonte policial, o suspeito rodeava as famílias dos jovens e dava sempre a entender que iriam arranjar problemas se falassem com as autoridades, porque os miúdos estariam em Espanha ou em França em actividades ilícitas ou a vender o corpo."
3ª Vítima- Joana Correia
"Joana Correia, de 16 anos, cujo desaparecimento foi comunicado às autoridades a 3 de Março de 2010, terá sido a última vítima de Francisco Leitão.  
Ontem de manhã, os pais foram à televisão pedir ajuda para localizar a filha, não sabendo que o alegado homicida já estava detido.
Joana, segundo a descrição dada às autoridades pelos pais, foi vista pela última vez na zona onde morava, em Sobreiro Curvo, A-dos-Cunhados, Torres Vedras.
 Tinha 1,64 de altura, estatura magra, ostentava, na altura, um piercing no lábio inferior esquerdo, usava maquilhagem escura, vestia camisola preta e um lenço aos quadrados pretos e brancos.
 Calçava umas botas de salto alto pretas.
A jovem, de acordo com os inspectores que investigaram o caso, cometeu sem saber uma "imprudência" que lhe custou a vida.
Manteve uma relação sentimental com um jovem de quem Francisco Leitão gostava.
 "Rei Ghob", na vida real seria um homossexual que não permitia concorrência."
"Ele veio dizer-nos que ela estava em França a trabalhar, que estava bem e pedia--nos para lhe carregar o telemóvel para ela poder falar, por causa do roaming", contou aos jornalistas Fátima Silva, mãe de Joana, a última vítima de Francisco Leitão.
(A mesma mentira que contou à família de Tânia)
Muito embora alguns especialistas em psiquiatria forense e em criminologia se tenham negado a classificar as acções criminosas deste individuo como sendo as de um assassino em série, ele possui muitas destas caracteísticas que se enquadram na chamada triáde de McDonald, que segundo alguns especialistas é um elemento comum em muitos sérial Killers (assassinos em Série) tais como maltratos a animais, tendências incendiárias na infãncia, e possivelmente na idade adulta (é sabido que incendiou a casa onde vive) e urinar na cama até a adolescência ( característica não confirmada até agora).
Este caso têm alguns elementos em comum com outro caso acontecido há alguns anos em Santa Comba Dão, no qual o Cabo Costa, condecorado e reformado da G.N.R. assassinou dois jovens adolescentes e uma mulher adulta.
Tal como neste caso o criminoso tinha uma relação de proximidade com as vítimas e também ele se prestou a auxiliar e a confortar a família das vítimas.
Segundo o artigo da Wikipedia sobre assassinos em série a definição de assassino em série é a seguinte:
"Um assassino em série (as vezes conhecido pelo nome em inglês serial killer) é um tipo de criminoso de perfil psicopatológico que comete crimes com uma certa frequência, geralmente seguindo um modus operandi e às vezes deixando sua "assinatura", como por exemplo coleta da pele das vítimas - no caso de Ed Gein .
Curiosamente, os Estados Unidos, com menos de 5% da população mundial, produziu 84% de todos os casos conhecidos de serial killers desde 1980.
Muitos dos que foram capturados pareciam cidadãos respeitáveis - atraentes, bem sucedidos, membros ativos da comunidade - até que seus crimes foram descobertos.
Geralmente os serial killers demonstram três comportamentos durante a infância, conhecidos como a "Tríade MacDonald": fazem xixi na cama, causam incêndios, e são cruéis com animais.
A melhor definição de assassinato serial foi publicada pelo Instituto Nacional de Justiça em 1988:
"Uma série de dois ou mais assassinatos cometidos como eventos separados, normalmente, mas nem sempre, por um infrator atuando isolado.
Os crimes podem ocorrer durante um período de tempo que varia desde horas até anos.
 Quase sempre o motivo é psicológico, e o comportamento do infrator e a evidência física observada nas cenas dos crimes refletiram nuanças sádicas e sexuais".
Tipos reconhecidos de assassinos em série segundo o mesmo artigo:
Existem basicamente dois tipos de serial killers: os do "tipo organizado", sujeitos que normalmente exibem inteligência normal e conseguem se inserir bem à sociedade, são muito mais difíceis de serem pegos, visto que planejam seus crimes, não costumam deixar provas e podem ter uma vida aparentemente normal com esposa/marido, filhos e emprego, muitas vezes de alto nível, podem chegar mesmo a concluir nível superior.
 Já os "tipo desorganizados", são impulsivos, não planejam seus atos, costumam usar objetos que encontram no local do crime e muitas vezes os deixam para trás deixando muitas provas.
( ver artigo da wikipedia "Assassinos em série")

Desfecho???
O caso continua ainda em investigação, continuam as buscas para encontrar os corpos, que se por um lado facilitariam a investigação, não são de todo essenciais para que haja uma condenação, um tanto à semelhança do caso Joana ocorrido no Algarve há alguns anos....
Casos de homicídios como este sempre que aparecem relançam também o eterno debate sobre a pena de morte e também sobre que castigo a aplicar em casos tais como este...Não serão as leis actuais demasiado brandas?
Um assassino em série por exemplo que matasse por aí uma dezena de pessoas será sempre punido por apenas um desses homicídios, sendo que não haverá qualquer reparação moral efectiva e punitiva, uma vez que a lei portuguesa prevê um cúmulo jurídico...uma moldura penal máxima de 25 anos de cadeia...não existindo sequer a pena de prisão perpétua.
E.. de qualquer forma cumpridos alguns sextos da pena os detidos beneficiam sempre de uma medida de liberdade condicional...
É infelimente esta a justiça que temos...neste país de leves e ligeiros, mais do que apenas brandos costumes...
Artigo relacionado
Como o chico da Carqueja se tornou num serial killer - DN

8 comentários:

Anónimo disse...

É típico da lei portuguesa...só o prenderam porque fugiu ao fisco....
No entanto outros em Portu (agh)al querem trabalhar e não podem....um destes marmanjos anda à solta e ninguém faz nada até ser tarde...
Aboliram a pena de morte para que criminosos destes saiam daquí há alguns anos por excesso de pena preventiva ou porque cumpriram 3/6 da pena...e andamos todos nós a pagar para isto!

Anónimo disse...

Que falta que a forca faz!

Anónimo disse...

Gajos como este deviam era de ser torturados até á morte e em praça publica para que toda a gente pude-se desfrutar do momento de punição e assim se calhar iria tambem desencorajar outros da mesma espéçie a cometer estes crimes.
Espero que ele seja torturado dentro da prisão.

Anónimo disse...

Cortem-lhe o pipo e mandem-lhe para o bujão lol

Sara disse...

Na minha opinião a melhor solução seria a morte por empalamento.

Tiago Ruão disse...

Empalamento não, ele ainda gostava

Anónimo disse...

lol

Rei Ghob disse...

Meu deus.. perdoa-os!
Eles não sabem o que dizem.

Enviar um comentário