Home Perguntas Frequentes Destaques Actualidades Denúncias Mundo Ecologia Vídeos Contatos

"Socialismo"- Está em exibição nos cinemas portugueses o "mais recente Goddard"

Está em Exibição nas plateias portuguesas o mais recente filme do realizador cinematográfico francês Jean Luc Goddard "Socialismo".
"Socialismo"  de Goddard, o realizador francês da "nouvelle vague", agora  já com 80 anos, é uma producção franco-suíça de 2010 e está no Top10 da crítica portuguesa e além fronteiras.
Goddard, que completou o seu 80º aniversário em 2010 é um daqueles nomes que a sétima arte já consagrou pelo seu talento e original espírito criativo com tobras- primas tais como Vivre sa vie (1962; Viver a vida), Bande à part (1964), Alphaville (1965), Pierrot le fou (1965;
O demônio das 11 hora ), Deux ou trois choses que je sais d'elle (1966; Duas ou três coisas que eu sei dela), La Chinoise (1967; A chinesa) e Week-end (1968; Week-end à francesa) ou ainda o polémico filme Je Vous salu Marie de 1983 (na altura um escândalo pois mexia com as tradições e valores católico-romanos e do cristianismo.
O dito filme esteve inclusive proibido no Brasil e em alguns países latino-americanos.)
A obra de Jean Luc Goddard encontra imensas influências no Maio de 1968  no qual tomou parte activa e caracteriza-se sobretudo por um cinema marcadoramente político...
Aliás Goddard é um dos expoentes máximos do cinema de autor, por ele reabilitado, rompendo com o estaticismo e adoptando  um estilo próprio e com bastante mobilidade no tratamento das imagens e no uso dos planos e da câmara.
Neste filme Goddard emprega o mesmo estilo que já lhe é caracteristico, onde enche a tela com imagens e ideias contraditórias onde se notam algum péssimismo e cinismo mordaz para com o género humano e atacando os fundamentos da sociedade capitalista comtemporânea e as suas simbologias.
Segundo alguns críticos este filme apresenta algumas semelhanças com a película do Realizador português Manoel de Oliveira Um filme falado pois a acção e o enredo decorrem num barco de cruzeiro que viaja pelo Mediterrâneo.
Sinópse (enredo) de "Socialismo"
"Num cruzeiro pelo mar Mediterrâneo, surgem assuntos sobre história, dinheiro e geometria.
Entre os passageiros, a maioria em férias, um criminoso de guerra acompanhado de sua neta, um filósofo francês, um representante da polícia de Moscou, uma cantora americana, um policial
francês, uma ex-funcionária da ONU, um agente aposentado e um embaixador palestino.
Nessa conversa que mistura diversos idiomas, a discussão principal é a falência das ideologias de esquerda no século 21.
Enquanto isso, longe dali, no posto de gasolina onde mora, a família Martin recebe a visita de
uma jornalista e sua cinegrafista.
 Enquanto esperam por uma entrevista com os pais, as duas passam o dia com as crianças, que
querem saber sobre ideais de liberdade, igualdade e fraternidade ..."
Um filme a ser visto, que incita e impulsiona à reflexão do público...

Artigos Relacionados
baixar o arquivo -"Socialismo"

Documentário "Inside-Job" - As origens da crise de 2008

Documentário "Inside Job" escancara os podres de Wall Street
Filme revela como agentes econômicos permitiram que nações quebrassem e gerassem um rombo de US$ 20 trilhões
São Paulo – Um documentário que custou 20 trilhões de dólares. Cifra exorbitante?
Talvez não para os responsáveis pela quebradeira que ocasionou o tsunami da crise financeira de 2008, quando milhares de pessoas perderam seus empregos e suas moradias.
Indicado ao Oscar como melhor documentário e conduzido pelo diretor Charles Ferguson, "Inside Job" (Trabalho Interno) é mais um filme que retrata os lados obscuros de Wall Street.
 Narrado por Matt Damon, o documentário revela verdades incômodas da pior crise já vista desde 1929.
Baseado em uma extensa pesquisa e séries de entrevistas com políticos, economistas e jornalistas, o filme revela as corrosivas relações de governantes, agentes reguladores e a Academia.
“Inside Job” expõe também uma teia de mentiras e condutas criminosas que prejudicaram seriamente a vida de milhões de pessoas, principalmente por conta de cobiça, cinismo e mentiras.
“Se você não ficar revoltado ao final do filme, você não estava prestando atenção”, diz uma das frases promocionais do documentário.
A revolta é clara: a principal economia do mundo mergulhou em uma forte crise, levando consigo diversas nações.
Os causadores de tudo isso já voltaram a dar “conselhos” para governos e sociedades.
 Ou seja, permanecem dando as cartas na mesa.
Algumas das mais novas vítimas são gregos, irlandeses, espanhóis, portugueses e outros povos europeus que estão sendo “convidados” a “aceitar a ajuda do FMI”. E quem será o próximo?
Veja o trailer:
Artigos Relacionados:
Baixar:
-Documentário : " Inside-job"
-Legenda

Comuna de Paris foi há 140 anos

Foi num Sábado, 18 de Março de 1871, há 140 anos que se ergueu o primeiro "governo totalmente operário",aquele que viria a ficar conhecido pela chamada "Comuna de Paris"e que duraria cerca de 72 dias.
Embora nos anos que se seguiram à "Revolução Francesa", Paris tenha assistido a alguns levantamentos populares nas primeiras décadas do século XIX como a revolta de 1830 e a revolução de 1848 que instaurou a Segunda República e depôs o Rei burguês Luís Filipe (e teve também um grande impacto em toda a Europa), o levantamento popular dos "Communards" e o estabelecimento da Comuna de Paris surgiu como a primeira experiência moderna de um governo de carácter verdadeiramente popular nascido da espontaneidade das massas populares.


Coroação de Wilhem I em Versailles
Um episódio humilhante para a França
  O levantamento popular parisiense do dia 18 de Março de 1871 aconteceu na sequência da Guerra Franco-Prussiana e da derrota francesa bem como da aceitação pela Assembleia Nacional das condições impostas pelos prússianos.
"Durante a guerra franco-prussiana, as províncias francesas elegeram para a Assembléia Nacional uma maioria de deputados monárquicos francamente favorável à capitulação ante a Prússia.
A população de Paris, no entanto, opunha-se a essa política.
Thiers, elevado à chefia do Gabinete conservador, tentou esmagar os insurretos.
Estes, porém, com o apoio da Guarda Nacional, derrotaram as forças legalistas, obrigando os membros do governo a abandonar precipitadamente a capital francesa, onde o comité central da Guarda Nacional passou a exercer sua autoridade.
A Comuna de Paris - considerada a primeira República Proletária da história - adotou uma política de caráter socialista, baseada nos princípios da Primeira Internacional."
O que a comuna fez durante o seu curto governo:
"O governo revolucionário foi formado por uma federação de representantes de bairro (a guarda nacional, uma milícia formada por cidadãos comuns).
 Uma das suas primeiras proclamações foi a "abolição do sistema da escravidão do salário de uma vez por todas".
A guarda nacional se misturou aos soldados franceses, que se amotinaram e massacraram seus comandantes.
 O governo oficial, que ainda existia, fugiu, junto com suas tropas leais, e Paris ficou sem autoridade.
O Comitê Central da federação dos bairros ocupou este vácuo, e se instalou na prefeitura.
O comitê era formado por Blanquistas, membros da Associação Internacional dos Trabalhadores, Proudhonistas e uma miscelânea de indivíduos não-afiliados politicamente, a maioria trabalhadores braçais, escritores e artistas.
Eleições foram realizadas, mas obedecendo à lógica da democracia direta em todos os níveis da administração pública.

Destruição da coluna Vêndomme
 A polícia foi abolida e substituída pela guarda nacional.
A educação foi secularizada, a previdência social foi instituída, uma comissão de inquérito sobre o governo anterior foi formada, e se decidiu por trabalhar no sentido da abolição da escravidão do salário.
Noventa representantes foram eleitos, mas apenas 25 eram trabalhadores, e a maioria foi constituída de pequenos-burgueses.
Entretanto, os revolucionários eram maioria.
Em semanas, a recém nomeada Comuna de Paris introduziu mais reformas do que todos os governos nos dois séculos anteriores combinados:
1.O trabalho noturno foi abolido;
2.Oficinas que estavam fechadas foram reabertas para que cooperativas fossem instaladas;
3.Residências vazias foram desapropriadas e ocupadas;
4.Em cada residência oficial foi instalado um comitê para organizar a ocupação de moradias;
5.Todas os descontos em salário foram abolidos;
6.A jornada de trabalho foi reduzida, e chegou-se a propor a jornada de oito horas;
7.Os sindicatos foram legalizados;
8.Instituiu-se a igualdade entre os sexos;
9.Projetou-se a autogestão das fábricas (mas não foi possível implantá-la);
10.O monopólio da lei pelos advogados, o juramento judicial e os honorários foram abolidos;
11.Testamentos, adoções e a contratação de advogados se tornaram gratuitos;
12.O casamento se tornou gratuito e simplificado;
13.A pena de morte foi abolida;
14.O cargo de juiz se tornou eletivo;
15.O calendário revolucionário foi novamente adotado;
16.O Estado e a Igreja foram separados; a Igreja deixou de ser subvencionada pelo Estado e os espólios sem herdeiros passaram a ser confiscados pelo Estado;
17.A educação se tornou gratuita, secular, e compulsória.
Escolas noturnas foram criadas e todas as escolas passaram a ser de sexo misto;
18.Imagens santas foram derretidas e sociedades de discussão foram adotadas nas Igrejas;
19.A Igreja de Brea, erguida em memória de um dos homens envolvidos na repressão da Revolução de 1848 foi demolida.
O confessionário de Luís XVI e a coluna Vendome também;
20.A Bandeira Vermelha foi adotada como símbolo da Unidade Federal da Humanidade;
21.O internacionalismo foi posto em prática: o fato de ser estrangeiro se tornou irrelevante.
Os integrantes da Comuna incluíam belgas, italianos, poloneses, húngaros;
22.Instituiu-se um escritório central de imprensa;
23.Emitiu-se um apelo à Associação Internacional dos Trabalhadores;
24.O serviço militar obrigatório e o exército regular foram abolidos;
25.Todas as finanças foram reorganizadas, incluindo os correios, a assistência pública e os telégrafos;
26.Havia um plano para a rotação de trabalhadores;
27.Considerou-se instituir uma Escola Nacional de Serviço Público, da qual a atual ENA francesa é uma cópia;
28.Os artistas passaram a autogestionar os teatros e editoras;
29.O salário dos professores foi duplicado."
(in wikipedia- A comuna de paris)
A queda da Comuna de Paris
Para poder conter os "Communnards" Lois Adolphe Thiers, o presidente francês, que presidia ao governo da chamada terceira república reuniu tropas francesas e inclusive pediu auxílio a Bismarck que inclusive libertou algumas centenas de prisioneiros de guerra franceses capturados no decurso da Guerra Franco-Prussiana para que fossem auxiliar na retomada de Paris.

Communards mortos durante os confrontos


 Ao entrarem em Paris as tropas republicanas de Thiers e as seus aliadas prussianos encontraram uma massa de revoltosos militaramente mal-organizados e mal preparados e que pouca resistência eficiente poderiam dar a tropas melhor armadas e numéricamente muito superiores.
Estimava-se que o número de tropas repúblicanas e prussianas rondasse os cerca de cem mil homens contra os perto de quinze mil milicianos "communards".
 Durante os conflitos a manifesta superioridade das tropas republicanas rapidamente esmagou as forças revoltosas.
Perto de 20.000 pessoas foram mortas durante os conflitos e perto de 70.000 "communards" foram exilados na Guiana Francesa (na altura uma colónia penal).
Aquele governo da Comuna de Paris que durou cerca de 72 dias (de 18 de Março a 28 de Maio) será para sempre lembrado como um marco a revolução operária e o seu exemplo serviu de alicerce "espiritual" a muitas das revoluções que daí se seguiram em muitas outras partes do Europa e do mundo, tais como a revolução de 5 de Outubro em Portugal, ou a revolução russa de 1917....e muitas outras que se seguiram...
Artigos Relacionados
Lois Adolphe Thiers - Wikipedia
Comuna de paris- Wikipedia
Guerra Franco-Prussiana - Wikipedia

O Caso de Sérgio Casca- programa "Condenados"- SIC

Este caso reporta-se a um caso de homicídio ocorrido numa estrada próximo da aldeia de Grandais em Trás-os-Montes...
Dois agentes da Brigada de Trânsito foram ali encontrados mortos dentro de um carro-patrulha da mesma brigada, meia-hora depois de uma patrulha da  G.N.R. ter sido chamada para atender à ocorrência de um acidente de trânsito.
No carro patrulha onde foram abatidos os dois agentes foi encontrada uma impressão palmar correspondente ao guarda Sérgio Casca.
Sérgio Casca foi acusado do homicídio dos dois agentes e condenado a 20 anos de prisão.
"Sérgio Casca esteve preso 10 anos, 6 meses e 22 dias.
Cumpriu mais de metade da pena no Estabelecimento Prisional de Santarém.

Caso de alegada inocência: O Caso Carlos Ferreira- Programa "Condenados " da SIC

Apresenta-se aquí mais um dos casos que "foi para o ar" no programa "Condenados " da estação de televisão portuguesa SIC.
O Caso que que agora se apresenta pode resumir-se a uma história de adultério.
Carlos Ferreira tinha uma amante.
Envolveu-se com uma mulher casada e a relação foi descoberta pelo marido da amante.
Quando o marido da amante descobriu "o caso", ameaçou  Carlos Ferreira que "contratou" um "guarda-costas", um segurança de discoteca.
Quando alguns meses depois o marido da amante de Carlos Ferreira apareceu morto, o segurança "contratado" foi acusado do homicídio.
No entanto em tribunal disse ao colectivo que quem tinha morto o marido da amante de Carlos Ferreira, foi o próprio Carlos Ferreira.
Carlos Ferreira, embora tivesse um alibí e cinco testemunhas que corroboravam o alibí,foi condenado a 16 anos e encontra-se detido no Estabelecimento Prisional de Paços de Ferreira onde cumpre a pena de prisão
Carlos Ferreira detido há já mais de 10 anos poderia já ter saído em liberdade condicional mas continua ainda a alegar a sua inocência...
Quem terá razão???

Estreou no Brasil dia 25 de Fevereiro, "Bruna Surfistinha" o filme....

Estreou-se no passado dia 25 de Fevereiro, nas salas de cinema de todo o Brazil, o filme "Bruna Surfistinha"...que ainda  parece não ter uma data precisa para a sua "possível"estreia em Portugal.... 
No entanto os números divulgados nos média do maior país lusófono do mundo sítuam a afluência ante um até agora tão grande sucesso de bilheteira na ordem dos dois milhões de pessoas,  em quase quase trinta dias.
Sinópse do filme
"Bruna Surfistinha"  conta a história  baseada em factos reais, de  uma adolescente de classe média, que se tornou prostítuta, começando por "trabalhar num bordel"  e viria depois a tornar-se uma celebridade na internet, sob o pseudónimo de Bruna Surfistinha.
Raquel  Pacheco, adolescente mal ajustada tinha 17 anos quando deixou a escola e fugiu de casa, e aponta como motivos que estiveram na origem para o seu abandono precoce do lar paterno, com razões que a levaram a prostituír-se, e posteriormente usado drogas, o facto de ter descoberto que era filha adoptiva.
Isto muito apesar da vida, vivida em casa dos pais não ser uma vida ausente de algumas comodidades e bens materias e de a família adoptiva lhe poder propiciar inclusive o acesso a uma boa educação académica nalgumas escolas e colégios particulares de São Paulo, como o Bandeirantes, o Colégio São Luís e o Maria Imaculada.
A actriz Deborah Secco como Bruna Surfistinha
Raquel  ou "Bruna Surfistinha" como ficou conhecida é actualmente uma actriz e argumentista (roteirista) de filmes pornográficos que se tornou famosa, a partir de  através de um blog, blog da Bruna Surfistinha onde dava a conhecer a sua vida como prostituta, descrevendo cada encontro, "cada programa", num estilo literário e narrativo muito semelhante ao dos diários de adolescente, no qual dava a conhecer os gostos e as preferências sexuais daqueles que a procuravam.
Esse blog tornou-se bastante popular entre os internautas tendo chegado a atingir .os perto de dez mil visitantes mensais.
No entanto a sua popularidade junto do público e dos meios de comunicação após a públicação da sua autobiografia "O suave veneno do escorpião" no qual narra a sua "epopeia" no mundo da noite e como prostituta e"garota" de programa ao jornalista Jorge Tarquini, que escreveu o livro.
Em 2005, ainda sob os auspícios da fama de seu blog, Surfistinha faz publicar um relato de sua vida.
O livro, intitulado "O Doce Veneno do Escorpião — O Diário de uma Garota de Programa", seria uma descrição não-fictícia da vida como prostituta, escrito pelo jornalista Jorge Tarquini, que recolheu os depoimentos da garota para escrever a obra.
Ali, o leitor encontra descrições de uma jovem prostituta que entrou num mundo, segundo ela, desconhecido, mas que se lhe tornou rotineiro:
"Transas enlouquecidas, surubas, muitos homens (e mulheres) diferentes por dia, noites quase sem fim. O que pode ser excitante para muitas garotas como eu, na efervescência dos vinte anos, para mim é rotina. É meu dia-a-dia de labuta"
Depois de lançado, o livro rapidamente alcançou a lista dos mais vendidos, com concorridas noites de autógrafos e lançamento em Portugal e na Espanha, além de ter várias tiragens.
As vendagens atingiram a soma de 250 mil exemplares."
A este êxito literário seguiu-se a públicação  em 2006 do livro "O que aprendí com Bruna Surfistinha", que contando já com um público mais atento , atingiu de modo imediato, o posto de "best seller", tendo atingindo os 18000 exemplares.
Já mais recentemente, em 2007, "foi ao prelo" (foi lançado no mercado editorial) o terceiro Livro da "saga" de Bruna Surfistinha intitulado : " na cama com Bruna Surfistinha".
Este livro escrito especialmente para um público "mais adulto" (mas ávido de brincadeiras) chega inclusive a ter na capa a indicação do escalão etário do público ao qual se dirige.
O filme "Bruna Surfistinha dirigido por Marcus Baldini com argumento de Karim Aïnouz e Antonia Pellegrino e roteiro de José Carvalho, Homero Olivetto e Antonia Pellegrino e produzido pela produtora carioca TvZERO.
Conta com a paricipação da actriz Deborah Secco, que dá vida na tela á personagem Raquel da vida real, e também com a participação dos actores Cássio Gabus Mendes (Chico Xavier), Drica Moraes (Os Normais 2), Cristina Lago (Olhos Azuis) e Fabiula Nascimento (Estômago).
"Bruna Surfistinha tem recebido além de uma grande acolhida do público anónimo um acolhimento favorável da crítica brasileira.... para além de referir-se a uma realidade marginal e abranger um tema que é ainda tabú, o da prostituíção, e de fazer alguma alusão ao consumo de drogas da personagem principal, que a dada altura se viu confrontada com uma situação de dependência química,é também uma história humana (de luta pela sobrevivência, mas também de sucesso.
A não perder pois!
-O vídeo que se segue acompanhando o programa de televisão"Conexão Reporter" de um canal de televisão brasileiro, Raquel pacheco, a "Bruna Surfistinha" leva-nos a conhecer alguns dos locais retratados no filme ao mesmo tempo que nos dá a sua visão da prostituição:
Artigos Relacionados:
-Blog da Bruna Surfistinha
Trailer-(veja o trailer clicando neste link)

O caso Bakar Baldé....Um inocente entre os violadores..

O caso que se segue foi publicado no jornal o Correio da manhã em data incerta e re-públicado no  sítio "A pátria.com".
Inocente sofre junto a violadores
Ser recebido no Estabelecimento Prisional de Lisboa (EPL) com o ‘selo’ de violador foi o pior que aconteceu a Bacar Balde, julgado à revelia pelo Tribunal de Vila Nova de Gaia e condenado a três anos e meio de prisão por violação de uma jovem deficiente e menor de idade.
Foi libertado na terça-feira por ordem do mesmo tribunal, depois de os exames de ADN dizerem que estava inocente.

Bakar Baldé

"Não podia fazer nada.
Só tinha direito a estar no pátio durante meia hora", conta Balde, guineense de 28 anos.
No EPL foi colocado na ala dos violadores – onde está, entre outros, Henrique Sotero, conhecido como o ‘violador de Telheiras’.
Durante as duas semanas em que esteve detido, Balde não sofreu represálias físicas, mas ouviu palavras hostis dos outros reclusos.
"Provavelmente, porque estive lá pouco tempo. Mas foi um choque".
Antes de ser detido, no início deste mês, Balde foi várias vezes abordado por inspectores da Judiciária, que lhe perguntaram se tinha violado uma jovem em Vila Nova de Gaia.
"Sempre disse que não tinha violado ninguém e que nunca estive em Vila Nova de Gaia."
 Na mesma altura Balde estava a ser julgado à revelia, sem saber.
 Ainda assim, a PJ nunca deteve Balde, nem este foi constituído arguido.
Bacar Balde está determinado e vai processar o Estado.
"Estive preso por um crime que não cometi.
Que se faça justiça!"
O Bacar Balde vai processar o Estado português. Porquê?
Porque fui condenado à revelia por um crime de violação cometido por outra pessoa em Novembro de 2008.
Um crime que aconteceu numa cidade onde nunca estive, Vila Nova de Gaia.

Bakar Baldé com a mulher e o filho
  E por causa disso ainda passei um mês na prisão, até ter sido libertado na última terça-feira, graças aos resultados dos testes de ADN.
Só que esse teste devia ter sido feito antes de eu ter ido parar à prisão.
 Estive preso por um crime que não cometi e por isso espero que se faça justiça!
Como é que foi implicado nesse processo?
Tudo começou quando eu perdi o meu bilhete de identidade em Espanha, há três anos.
 Quando voltei a Portugal, participei do extravio do documento às autoridades.
 Parecia estar tudo normal.
Até ao dia 16 de Outubro deste ano, quando a PSP me deteve em Lisboa e me mostrou um mandado de detenção para eu ir cumprir pena por um crime de violação de uma menor deficiente.
Quem cometeu o crime deixou no local o meu bilhete de identidade.
Foi julgado à revelia pelo Tribunal de Vila Nova de Gaia. O tribunal nunca o conseguiu localizar?
Nunca conseguiu.
Sei agora que entraram em contacto com uma empresa de construção de Vila Nova de Gaia.
Mas nunca na minha vida estive em Gaia. De Portugal só conheço Lisboa e arredores.
Essa violação foi feita por alguém que tinha o meu bilhete de identidade.
 Como é que o meu BI perdido em Espanha veio parar a Portugal não sei, mas foi isto que aconteceu.
Quando a PSP o deteve foi conduzido a que cadeia?
Recolhi ao Estabelecimento Prisional de Lisboa (EPL) e meteram-me na ala dos violadores. Perto de mim estava aquele que é conhecido por "violador de Telheiras".
 Estava numa cela individual e só tinha uma hora de recreio por dia, no pátio.
Foi assim durante um mês até à última terça-feira.
Mas não fui maltratado na prisão. Só que estar preso por algo que não se fez é horrível.
A sua mulher Sónia acreditou logo na sua inocência?
Sim, eu já estou junto com a Sónia há três anos.
Ela sabia que eu não era culpado de nada e que nunca estive em Gaia.
O seu advogado referiu ao DN que vai avançar com acção contra o Estado português.
Já pensou num valor de indemnização que ache compensador?
Não, não pensei no dinheiro ainda.
Só sei que se houvesse pena de morte em Portugal podia ter sido condenado à morte por um crime que não fiz.
O que quero é que seja feita justiça e se limpe o meu nome.

Começou o julgamento do violador de Telheiras....

Começou na passada Quinta-feira dia 24 de Março o julgamento de Henrique Sotero, o confesso  e identificado "violador de Telheiras".
Henrique Sotero o ex-Engenheiro Químico que trabalhava na Zon compareceu esta Quinta-feira na asala da 8ª Vara de Lisboa, no Campus da Justiça, onde entrou umpouco antes da 10h00, algemado.
Henrique Sotero entrou  na sala de audiências com aparência vísivelmente mais gorda, cabelo mais comprido, ar sereno e confiante.
Segundo os médias presentes no local Henrique Sotero, o violador de telheiras chegou mesmo a soltar pequenos risos enquanto falava com o seu advogado, o sr. José Pereira da Silva.
A esta sessão  compareceram apenas o"Violador de Telheiras"  o seu advogado, e os seis advogados a representarem seis das vítimas.
Nesta sessão, a primeira, depois de um adiamento em Janeiro, estiveram ausentes os pais e a namorada do violador de Telheiras, Ana Filipa Sobral, ben como as 14 vítimas que o acusam formalmente de violação.
Na sessão que decorreu à porta fechada, devido à idade das vítimas, o violador Henrique Sotero, que está acusado de 74 crimes, 74 crimes: 13 raptos, quatro sequestros, sete violações, 14 coações sexuais, dois abusos de menores, dois crimes de pornografia com menores, 14 roubos e dois crimes de ofensa à integridade física, confessou os crimes de que é acusado.
Henrique Sotero começou por procurar "corrigir" as declarações que as vítimas fizeram à Polícia Judiciária, dizendo que as vítimas dos abusos não choraram e que teria parado com os abusos caso as vitimas o tivessem feito.
O violador procurou também fazer mea culpa e confessou-se arrependido dos crimes que cometeu , corrigindo no entanto ao dirigir-se à Juíza Flávia Macedo que num dos casos que se referia a uma das vítimas não lhe tinha encostado a faca ao peito e também deixou de confirmar um dos detalhes da acusação relativo à tentativa de silenciamento de uma das vítimas  com a qual se viria posteriormente a cruzar-se na rua e a quem Henrique Sotero terá feito um gesto ameaçador a sugerir -lhe que se mantivesse calada.
Henrique Sotero disse em tribunal ao descrever os crimes que no seu carro levava consigo um canivete, uma chave de fendas e uma faca.
Em relação aos objectos, considerou os dois primeiros objectos "necessários " á sua actividade delinquente e em relação à faca disse, Henrique Sotero que  aquela tinha sido colocada no carro pela sua namorada para que ele pudesse limpar melhor o carro nos cantos onde aquele estivesse mais sujo.
Henrique disse também que escolhia as suas vitimas  frisando que "as queria jovens e bonitas".
-Segundo confessou, o violador de Telheiras antes de obrigar as suas vítimas a fazer-lhe sexo oral, era bastante escrutinoso e perguntava-lhes coisas tais como se tinham namorados, que tipo de relaçãos sexuais já haviam tido, os nomes delas, quem eram os pais, o que as raparigas estudavam, e segundo se veio a apurar o violador Henrique Sotero acabou por apurar que uma das vítimas era filha de um polícia (agente da P.S.P.).
Segundo notíciou o jornal Correio da Manhã na sua versão online:
"Houve uma que me disse que era filha de um polícia, mas não foi isso que me fez conter o meu ímpeto.
Era indiferente, estava a tentar estabelecer uma ligação para me sentir mais próximo da pessoa", acabou por admitir Sotero, numa das entrevistas a que foi sujeito para a elaboração do relatório pericial concluído pelo Instituto Nacional de Medicina Legal (INML).
O documento, tal como o CM avançou, afirma a imputabilidade de Henrique Sotero e alerta para "um risco moderado a alto" de o violador voltar a cometer novos crimes sexuais.
Aliás, Sotero admite que actualmente não sabe se conseguia parar de violar. "
Até ter sido abordado pela Polícia Judiciária, eu não sabia sequer da existência de uma única queixa.
 Algures na minha fantasia eu sentia que o meu desejo de ser desejado era também partilhado pelas vítimas. "
No final, achava que não tinha feito nada de mal, mas sabia que era ilegal.
Se não tivesse havido queixa, não sei se teria parado", admite o violador aos peritos.
Henrique Sotero chegou mesmo a afirmar que por duas vezes recorreu a prostitutas, mas que "era tudo muito artificial e que ainda se sentia menos desejado".
 Aos peritos, o violador mostrou ter perfeita noção de todas as suas vítimas, bem como das suas moradas. Além disso, diz mesmo que desenvolveu uma ligação com uma das raparigas.
"Eu não cheguei a fazer amizade com nenhuma, mas fiquei próximo de alguém, que não está no processo porque não fez queixa de mim", disse. "
A ssessão de julgamento foi interrompida por volta da hora do almoço e adiada para o próximo dia 15 de Abril, pois o advogado do réu que necessitarão da intervenção de peritos do Instituto de Medicina Legal.
Na próxima audiência para além dos peritos que serão chamados pelo colectivo de juízes, estará também presente o psiquiatra que acompanha Henrique Sotero.

Na foto de camisa às riscas Henrique Sotero , o violador de Telheiras. (conforme aparece no CManhã)

O advogado de defesa do violador de telheiras, Pereira da Silva já tinha recebido uma peritagem anterior inicial, mas teve de reformular a sua argumentação de defesa, ou seja reformulou uma série de questões que segundo António Albuquerque , psiquiatra de Henrique Sotero, necessitam de esclarecimento.
O testemunho de peritos e especialistas forenses urge-se de manifesta importância pois é importante para fazer prova da inimputabilidade de Henrique Sotero.
É que a defesa de Henrique Sotero alega que Henrique Sotero sofre de pulsões sexuais que não pode controlar o que se puder ser provado em tribunal ( que se trata efectivamente de uma pulsão sexual imcontrolável e clinicamente provada), poderá valer ao réu a atenuação da pena .
O caso das cartas escritas às vítimas por ocasião do Natal
Os vários advogados da vitimas do violador de Telheiras fizeram um requerimento ao  Juíz-Presidente do colectivo de juízes que está a julgar o violador de telheiras para que o Director-Geral dos Serviços Prisionais seja notificado sobre as cartas que Henrique Sotero enviou às vítimas com quantias de dinheiro pela altura do Natal.
Nessas cartas Henrique Sotero para além de pedir desculpas enviava quantias de dinheiro que iam desde os 20 euros até aos 300 euros.
Os advogados de defesa das vitimas procuram tentar saber se houve algum ilícito criminal ou disciplinar por parte do arquido ou das autoridades prisionais ou violação do regulamento interno do estabelecimento prisional onde Henrique Sotero está detido ( Estabelecimento Prisional de Lisboa).
As vítimas manifestaram-se intimidadas com o facto de o violador de Telheiras conhecer ainda (pelos vistos muito bem) o domícilio das vítimas.
Segundo os média, os meios de comunicação puderam apurar a namorada de Henrique Sotero terá passado as cartas ao computador depois de as ter ido buscar à prisão.
-Soará a muitas pessoas, um bocado como uma tentativa de coagir as vítimas e de de alguma forma dando-lhes a impressão de havê-las compensado , demovê-las ao mesmo tempo de prosseguir com os processos que interpuseram contra ele.
Se dentro de um ano não houver sentença, Henrique Sotero, o violador de Telheiras será libertado
Se ao fim de um ano de prisão preventiva a justiça portuguesa não tiver emitido alguma sentença final sobre este caso, o violador de telheiras poderá sair da prisão em liberdade após o cumprimento de dois anos de prisão preventiva que é o prazo máximo até que o processo transite em julgado.
Resumindo: - Para que o violador de Telheiras não fique à solta por se terem esgotado os prazos legais, daquí a seis meses terá de haver uma sentença emitida por um tribunal de primeira instância e de haver uma decisão dos tribunais superiores , nomeadamente os tribinais da Relação e o Supremo de Justiça.
-O julgamento recomeça no próximo dia 15 de Abril.

Primeiro-Ministro José Sócrates demitiu-se

O Primeiro-Ministro Português José Sócrates apresentou na tarde de quarta-feira 23 de Março a sua demissão ao Presidente da República Prof. Aníbal Cavaco Silva.
A demissão do Primeiro Ministro José Socrates vem na sequência da não aprovação pelas restantes forças políticas com assento no  Parlamento do PEC 4, Plano de Estabilidade e Crescimento proposto pelo governo ter sido "chumbado" por toda a oposição.
José Sócrates aproveitando o seu encontro semanal com o Presidente da República foi a Belém onde apresentou formalmente a sua demissão.
Segundo pode lêr-se no comunicado da Presidência da República publicado hoje na página oficial da Presidência:
"Comunicado da Presidência da República
A Presidência da República divulga o seguinte comunicado:
1 – O Presidente da República recebeu hoje, em audiência, o Primeiro-Ministro, o qual lhe apresentou o seu pedido de demissão.
2 - Com vista à resolução da situação política decorrente do pedido de demissão do Primeiro-Ministro, o Presidente da República, nos termos constitucionais, irá promover, no próximo dia 25, audiências com os partidos representados na Assembleia da República, mantendo-se o Governo na plenitude de funções até à aceitação daquele pedido. "
O Primeiro Ministro demissionário defende a convocação de eleições e sustém que a crise política "só poderá ser resolvida através da decisão soberana dos portugueses".
José Sócrates afirma a sua disponibilidade e vontade de concorrer a um plebiscito popular legislativo.
Fica aqui o vídeo da demissão:
"Lisboa, 24 mar (Lusa) -- A chanceler alemã, Angela Merkel, disse hoje que está "grata" ao primeiro-ministro português pelo trabalho feito na consolidação das contas públicas e lamentou que as novas medidas de austeridade não tenham sido viabilizadas pelo Parlamento.
"Estou grata a Sócrates" por tomar a responsabilidade das contas públicas do seu país, disse Angela Merkel, citada pela agência de informação financeira Bloomberg.
A líder alemã lembrou que as novas medidas tomadas pelo Governo português para reduzir o défice orçamental foram de "longo alcance" e apoiadas pelo Banco Central Europeu (BCE) e pela União Europeia."
( ver artigo original na aeiou.Visão.pt)

Desapareceu hoje Elizabeth Taylor

Aos 79 anos de idade, morreu hoje, esta manhã, no centro médico de Cedars-Sinai, a actriz Elizabeth  Taylor, na sequência de uma delicada operação ao coração.
Elizabeth Taylor actriz conhecida pelo seu carisma junto ao público e no grande ecrán já vinha a debater com inúmeros problemas de saúde que a debilitavam e estiveram na origem do seu internamento há cerca de dois meses no Cedars-Sinai Medical Center.
Em 1997 Elizabeth Taylor foi-lhe extraído um tumor no cérebro e desde 2009 que vinha sufrendo de problemas cardiácos e questões relativas à insuficiência cardíaca crônica.
Em 2009, foi submetida a uma operação cirurgica para a substituição uma válvula defeituosa no coração e estava confinada a uma cadeira de rodas há mais de cinco anos.
Não sobreviveu a mais esta intervenção...
Filha de pais norte-americanos (Estados Unidos) Francis Leen Taylor (1897–1968) e Sara Viola Rosemond Warmbrodt (1895–1994),  Elizabeth Rosemond Taylor nasceu em Londres no dia 27 de fevereiro de 1938, tendo os seus pais mudado para os estados Unidos em 1939.
Elizabeth Taylor começou a sua carreira cinematográfica bastante cedo, aos dez anos de idade , altura em que foi descoberta e foi contratada pelos estúdios Universal, participando no filme There's One Born Every Minute (Há um que nasce a cada minuto).
No entanto ese contrato não foi renovado.
No entanto Elizabeth Taylor participou noutras produções cinematográficas infanto-juvenís, com particular relevo para a  sua participação na série Lassie.
Elizabeth Taylor entregou-se de corpo e alma à arte de representar tornando-se uma actriz bastante conhecida e participou em inúmeros sucessos cinematográficos dos anos 50 e contracenou com muitos dos grandes nomes do cinema daquela altura tais como Montgomery Clift em "Um lugar ao sol"e Rock Hudson em "Assim Caminha a Humanidade", que ficou conhecido em Portugal como "O gigante" , filme no qual contracena também com James Dean.
Entre alguns dos seus muitos sucessos estão os filmes: "Cleópatra" , "Disque Butterfierld 8" ( que lhe deu o seu primeiro Oscar da Academia em 1960) e "Quem tem medo de Virgínia Wolf" ( que lhe deu o seu segundo Oscar em 1966).
Elizabeth Taylor  foi considerada uma das mulheres mais bonitas do mundo e também uma das mulheres mais bonitas de todos os tempos pela sua silhueta esbelta, traços delicados e olhos azuis côr de violeta.
Elizabeth Taylor foi também conhecida pelos seus muitos casamentos: casou-se 8 vezes, tendo-se casado em primeiras núpcias com Conrad Hilton Jr. casamento que durou apenas um ano.
Casou depois com Michael Wilding com quem teve dois filhos: Michael Howard Taylor Wilding, nascido em 1953, e Christopher Edward Taylor Wilding, nascido em 1955.
Com Michael Todd teve uma filha em 1957, chamada Isabel Francisca Taylor Todd em 1975 adotou uma menina alemã juntamente com seu marido, Richard Burton, chamada Maria Taylor Burton.
O seu casamento com o actor britânico Richard Burton , quinto e sexto marido respectivamente, conhecido pelo seu alcoolismo (1964-1974) e com quem se voltaria a casar ainda uma segunda vez (1975-1976) foi o mais conhecido de todos os seus casamentos, a que se seguiriam ainda dois.
Elizabeth Taylor foi amiga de muitos dos ilustre de Hollywood e do Jet-set norte americano e também amiga do "Rei da Pop music" Michael Jackson que lhe dedicou a canção "Liberian girl".
Pioneirismo no activismo contra a SIDA:
Elizabeth Taylor teve um papel destacado participando activamente em campanhas contra a Sida imediatamente depois da morte do actor Rock Hudson que faleceu vítimado por aquela doença.
Neste aspecto é também de ressalvar a criação por ela da Elizabeth Taylor AIDS Foundation (Fundação E.T.para a SIDA) em 1991.
Trata-se de uma fundação que tem por objectivo angariar fundos para ajudar instituições no mundo inteiro  que têm também por missão ajudar directamente a tratar e aliviar , e minorar o sofrimento de pessoas afectadas pelo vírus do Sindroma da Imuno-Deficiência Adquirida.
 Em 2001 Elizabeth Taylor, muito embora não tenha nascido nos Estados Unidos, recebeu das mãos do Presidente Bill Clinton a Presidential Citizen's medal pelos seus trabalhos de filantropia em prol das vítimas da SIDA.
Elizabeth Taylor com alguns dos que ajudou com o seu grande coração

-Ao visitar hoje a página daquela institução encontramos uma nota de condolências e de luto materializada pela expressão :
( Em memória: pranteámos a perda da lendária actriz, mulher de negócios, e destemida activista Elizabeth Taylor)
Para todos aqueles que queiram deixar algumas palavras de eterna saudade e de despedida a esta sublime senhora que a todos encantou com o seu charme, carisma tanto no pequeno como grande ecrán a Elizabeth Taylor AIDS foudation abriu uma página no facebook "Elizabeth Taylor Tribute - Love your Elizabeth Arden family".
Clicando nesta hiperligação podeis visitar esta página : Elizabeth Taylor Tribute - Love your Elizabeth Arden family
Da parte de este blog também sentiremos a falta de alguém que com a sua arte encantou a grandes e pequenos de todas as origens e que com alguma da sua solidariedade ajudou a difundir raios de esperança....
Artigos Relacionados:
Baixar  clicar o link:
"O Gigante" - onde a actriz contracena com Rock Hudson e James Dean
"Quem tem medo de Virginia Wolf" - filme que lhe valeu o 2ºOscar
"Cleopatra"- Uma das obras do cinema que imortalizou Elizabeth Taylor (precisa winRar)

Faleceu o radialista e comentador Artur Agostinho.....

Falceceu hoje, Terça-feira 23 de Março de 2011, aos 90 anos de idade, o conhecido comentador desportivo e apresentador de televisão inúmeras vezes, Artur Fernades Agostinho.
A causa da sua morte não foi até ao momento ainda determinada, muito embora segundo afiance  o site do jornal "Record", Artur Agostinho estaria há já cerca de uma semana internado no Hospital de Santa Maria.
Artur Agostinho, nascido em 1920, brilhou como locutor de rádio tendo sido um dos melhores locutores de rádio desportivos de sempre, tendo feito parte do departamento desportivo da Rádio Renascença além de ter sido apresentador também de alguns programas e concursos de televisão dos quais se destaca o primeiro concurso da televisão portuguesa o "Quem sabe sabe".
Artur Agostinho em entrevista concedida ao jornal "Record" de que foi director entre 1963 e 1974 deu a conhecer a sua experiência como apresentador e locutor desportivo:
“Comecei na rádio, que foi a minha rampa de lançamento.
Cartaz do "Leão da Estrela"
A partir daí fui convidado para o jornalismo desportivo”, recordou o jornalista e ator, de 90 anos, que dirigiu o nosso jornal entre 1963 e 1974.
Adepto confesso do Sporting, Artur Agostinho abordou o tempo em que relatava jogos. “Fui chamado para os relatos quando um relator faltou.
Fiz e gostei de estar no relvado”, recordou.
Contudo, a paixão pela representação – a participação no filme “O leão da estrela” foi a mais marcante” – sempre falou mais alto, embora o palco tenha sido um sonho que não concretizou.
“Matei o vício nas novelas”, garantiu.
“Fui um privilegiado. Sempre fiz o que gostei.
 Deve gostar-se do que se faz, tal como um jogador de futebol”, referiu Artur Agostinho, fazendo um balanço da sua carreira.
Histórias do exílio em livro.
O exílio voluntário no Brasil, depois de ser perseguido no PREC, foi outro dos temas na “Grande entrevista”.
 Recordando esses anos, que disse terem sido "adoráveis”, Artur Agostinho revelou que se prepara para lançar, em Março, um livro sobre esse período.
 Intitulada “Flashback”, a obra narra episódios, sem “fazer qualquer ajuste de contas”.
(ver artigo competo no "Record")
Artur Agostinho, o Artur Agostinho que o público português recordará com saudade foi além de jornalista, escritor, e comentarista desportivo e apresentador de televisão actor tal como pudémos constatar da leitura do artigo anterior do "Record" Online.
 "Participou nos filmes Cais do Sodré (1946), O Leão da Estrela (1947), Capas Negras (1947), Cantiga da Rua (1950), Sonhar é Fácil (1951), O Tarzan do 5º Esquerdo (1958), Dois Dias no Paraíso (1958), O Testamento do Senhor Napumoceno (1997), A Sombra dos Abutres (1998) e Perfeito Coração (2009)."
"Foi agraciado com a Comenda da Ordem Militar de Sant'Iago da Espada em 28 de Dezembro de 2010"
(In Wikipédia -Artur Agostinho)
De seguida apresenta-se uma entrevista que Artur Agostinho deu à televisão sobre a sua participação no filme que o consagrou no cinema português, " O leão da Estrela" onde contracena com o igualmente saudoso António Silva:
Neste último vídeo Artur Agostinho fala ao programa "Sexta à noite "onde é entrevistado pelo apresentador de televisão Carlos Malato:

Ao amigo Artur Agostinho, um até sempre!
Artigos relacionados:
Para baixar:
"O Leão da Estrela"
A Canção de Lisboa
Maria Papoila
O Pátio das cantigas

Marcha: Cidadãos Por Uma Nova Lei de Protecção dos Animais em Portugal dia 9 de Abril

Marque JÁ na sua agenda!

No próximo dia 9 de Abril venha participar na Marcha de
 “Cidadãos Por Uma Nova Lei de Protecção dos Animais em Portugal”.
 A ANIMAL apela à participação de todas/os neste evento de apoio à Campanha Iniciativa Legislativa de Cidadãos “Por uma Nova Lei de Protecção dos Animais em Portugal”.
Programa:
14h - Início da concentração das/os manifestantes no Campo Pequeno e chegada dos autocarros;
15h - Início da Marcha, que seguirá pela Avenida da República, Marquês de Pombal, Largo do Rato, Rua de São Bento, terminando em frente à Assembleia da República;
18h00m - Evento de apoio à Marcha e de agradecimento às/aos manifestantes (detalhes revelados no dia da Marcha);
20h00m - Encerramento do dia
Se precisa de transporte para a Marcha, e deseja apanhar o “autocarro ANIMAL” numa das cidades abaixo, por favor faça a sua inscrição, indicando o seu nome, cidade, e contacto telefónico, para campanhas@animal.org.pt:
Viana do Castelo
Porto
Coimbra
Lagos
Portimão
Faro
Pelos animais de Portugal, não falte!

Alerta de burla- Campanha Pirilampo mágico 2011

Alerta – Burla - Pirilampo Mágico 2011
Redivulga-se:
A PSP e a FENACERCI Portugal alertam todos os cidadãos para um banner promocional do Pirilampo Mágico 2011 que está “linkado” a diversos sites na Internet e que promove um donativo fictício, canalizando o valor do donativo para uma actividade fraudulenta.
Nesse sentido, a PSP reforça os apelos já desenvolvidos pela FENACERCI para que os cidadãos NÃO doem valores através de um sistema de crédito devendo sempre optar, se for essa a sua intenção, pelos donativos presenciais com a entrega da Mascote do Programa, o Pirilampo Mágico.
A PSP, associa-se a este alerta e solicita a todos os que receberem uma imagem idêntica à que reproduzimos, que duvidem da sua proveniência e contactem de imediato a PSP ou a FENACERCI.
Poderão fazê-lo por via electrónica para o email: contacto@psp.pt, podem ainda questionar no período das 09H às 19H pelo Messenger ou directamente no site (contacto directo) e por telefone: 218 111 049.
A FENACERCI pode ser consultada pelo site: http://www.fenacerci.pt/ , pelo telefone: 217 112 580 ou pelo email: fenacerci@fenacerci.pt .
A PSP alerta a todos os cidadãos para terem sempre presente que: antes de doar é necessário validar!

CGTP-IN manifestou-se a 19 de Março uma semana depois dos protestos da "Geração à rasca"

A  central sindical CGTP-IN levou a cabo este Sábado dia 19 de Março uma manifestação enre o Marquês do Pombal e o Rossio.
Por volta das 14.30 era já vísivel a enorme concentração de pessoas nas vias de acesso ao Marquês de Pombal.
Concentração esta cujo afluxo massivo, causava já alguns congestionamentos de transito nas vias circundantes.
Esta foi sobretudo uma manifestação organizada pela CGTP-In para sindicalizados e tal como se podia ouvir alguns dos controladores da manifestação dizer:"Quem não é sindicalizado e as organizações não sindicais vai no fim da manifestação".
Os trabalhadores precários , bem como muitas pessoas que não se encontram afiliadas àquelas estruturas de luta, tais como desempregados, trabalhadores precários com contratos a termo incerto e ou com recibos verdes bem como  grupos e organizações que não estavam afectos à CGTP, desceram a Avenida Fontes Pereira de Melo com direcção ao Marquês de Pombal onde se se juntaram ao grupo dos diversos sindicatos .
A posição da CGTP-IN de separar os sindicalizados das outras organizações não sindicais foi criticada por muitas das organizações e pessoas não afectas àquela central sindical que contrapuseram que : "deixar para o fim não é integrar mas tolerar e que isso não fica bem a uma central sindical".
Dentre os grupos não sindicalizados que desceram a Avenida Fontes Pereira de Melo destacaram-se também os trabalhadores LGBT e a organização de protesto "Geração à rasca" que organizou a manifestação da semana passada, do dia 12 de Março que contou com a adesão de cerca de 300 mil pessoas em 11 cidades do país.
Os número desta manifestação foram muitíssimo menores que os da semana passada com os protestos da "Geração à rasca" mesmo assim a adesão foi grande.
No Rossio estiveram Vitorino no palco e os "Homens da luta", Falâncio e Jel que já se vêm tornando presença habitual em eventos desta natureza.
Dalí  novamente reagrupados os diversos grupos de manifestantes encetaram a descida da Avenida da Liberdade , numa marcha lenta rumo ao Rossio.
No vídeo que se segue o início da manifestação, a descida da Avenida Fontes Pereira de Melo dos precários e de organizações não afectas à CGTP-IN:
A chegada ao Rossio dos manifestantes...
A marcha contou como já me referí com a presença dos "Homens da luta" que actuaram com Vitorino:

Um caso de erro judicial - A condenação de um homem inocente- Programa condenados de SIC

O Caso que se segue reporta a um caso acontecido em Portugal, de um homem que foi acusado de violar a cunhada de 14 anos,foi condenado a 5 anos e meio de prisão efectiva e que depois de lutar nos tribunais durante cerca de um ano e meio e tendo estado em prisão preventiva, se veio a confirmar que estava inocente.
Este caso foi alvo de uma investigação pela cadeia de televisão portuguesa SIC, no programa "Condenados":

Morte do rapper Mc Snake foi há um ano....

Foi há pouco mais de um ano que na madrugada de Segunda-feira dia 15 de Março Nuno Rodrigues, um jovem de 30 anos, morador em Chelas e conhecido no meio musical como MC Snake, foi abatido a tiro por um agente da P.S.P. durante uma perseguição movida por aquela força policial, na sequência de uma operação Stop na zona das Docas de Lisboa em Alcântra.
Perseguição que veio a terminar em Benfica, quando um dos agentes disparou contra o automóvel Lância Y10 branco em que seguia, tendo uma das balas entrado pela mala do carro e atingido mortalmente o "Rapper" MC Snake.
O jovem baleado aquando do trágico evento voltava sózinho da discoteca e ninguém além da polícia testemunhou os acontecimentos.
Segundo disse o irmão de Nuno Rodrigues, a polícia agiu em excesso de zelo, pois o automóvel da mãe Maria Manaças, em que Nuno seguia era um automóvel velho, e com bastantes problemas mecânicos.
O agente que o atingiu poderá ser acusado de homicídio por negligência.
Durante o dia 15 fontes do comando da P.S.P. excusaram-se a comentar o sucedido, mantendo-se em mudo silêncio.
Segundo aquilo que a polícia posteriormente alegou, o agente que baleou MC Snake tinha pouca práctica de tiro e segundo a peritagem feita à arma do agente esta possuía a patilha de segurança partida.
O agente que o baleou começou a ser julgado no dia 22 de fevereiro deste ano de 2011.
Ficam aqui dois vídeos de homenagem...a primeira canção é interpretada pelo próprio MCSnake:
O segundo vídeo que se segue é uma homenagem de todos aqueles que em vida privaram com Mc Snake.
Artigos Relacionados:
Na imprensa:
Agente acusado da morte de MC Snake começa a ser julgado
- Julgamento do polícia acusado da morte de MC Snake